Programa antidoping no tênis receberá mais investimento

A Federação Internacional de Tênis anunciou um reforço em seu programa antidoping, com um aumento significativo no número de exames realizados e um incremento de 50% no orçamento

A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou nesta sexta-feira um reforço em seu programa antidoping, com um aumento significativo no número de exames realizados e um incremento de 50% no orçamento.

O número de exames realizados passará de 4.899 em 2016 a 8.000 em 2017. As amostras de sangue e de urina serão conservadas por mais tempo, para que possam ser reanalisadas no futuro, quando as técnicas evoluírem, explicou a ITF.

Para financiar o programa, uma iniciativa comum da ITF, da ATP e da WTA e dos torneios do Grand Slam, o orçamento aumentará em 50% para 4,5 milhões de dólares.