Procuradoria do STJD pede inquérito de caso Rafael Ramos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Pedido do STJD tem como objetivo analisar a denúncia de racismo de Edenílson contra o português Rafael Ramos.
Pedido do STJD tem como objetivo analisar a denúncia de racismo de Edenílson contra o português Rafael Ramos. Foto: (Silvio Avila/Getty Images)

Foi solicitada pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a abertura de inquérito para investigar a denúncia de racismo do meia Edenílson, do Inter, contra o lateral direito português do Corinthians, Rafael Ramos.

Agora cabe ao presidente do STJD, Otávio Noronha, sortear qual será o auditor do Pleno que irá conduzir o inquérito. Edenílson e Rafael Ramos, ainda a pedido da Procuradoria, deverão prestar depoimentos, assim como os árbitros e assistentes da partida: "Ante à possibilidade da oitiva de mais depoimentos, bem como a reunião de novos documentos e mídias que corroborem com o depoimento do atleta Edenilson, em respeito à causa antirracista e à condução isenta dos procedimentos neste STJD, em especial por esta Procuradoria, faz-se necessária a apuração detalhada da prática da referida e repudiável conduta discriminatória" fala a Procuradoria, através de nota oficial publicada no site do STJD.

Leia também:

As denúncias podem enquadrar o defensor português no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de ato discriminatório, tendo pena prevista de suspensão de 5 a 10 partidas e multa no valor de R$ 100 a R$ 100 mil.

No último sábado, Rafael Ramos chegou a ser preso em flagrante por injúria criminal, ainda dentro do Estádio Beira-Rio, e foi liberado após o pagamento de fiança de R$ 10 mil em dinheiro vivo. Aos 30 minutos do segundo tempo da partida, que terminou empatada em 2 a 2, Edenílson se dirigiu ao árbitro Bráulio da Silva Machado e o informou do que escutou do adversário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos