Processo de naturalização de Gignac é investigado no México

·1 minuto de leitura
André-Pierre Gignac em jogo do Tigres de Monterrey contra o Al-Rayyan, em 4 de fevereiro de 2021 em Doha, durante o Mundial de Clubes (AFP/KARIM JAAFAR)

Devido a um erro na coleta de dados para obter a nacionalidade mexicana, o processo do jogador francês André-Pierre Gignac, artilheiro do Tigres, está sendo investigado pelas autoridades mexicanas, informou a imprensa mexicana nesta quinta-feira.

"Gignac está sendo investigado pela Procuradoria Geral da República (FGR) por uma anomalia nas informações que apresentou para seu processo de naturalização como mexicano", noticiou o jornal Reforma.

Depois que a Secretaria das Relações Exteriores detectou a anomalia e notificou a FGR, uma pasta de investigação foi aberta para apurar se Gignac estava errado ou mentiu na hora de fornecer os dados.

"Os advogados de Gignac argumentaram que uma falha humana gerou a informação falsa detectada", detalhou o jornal mexicano.

Assim que a investigação for concluída, o atacante francês será convocado para depor.

Em 2019, Gignac e sua esposa Deborah passaram no teste de naturalização mexicana, no qual responderam perguntas sobre a história e a cultura do país. Segundo o próprio jogador, ainda não recebeu os papéis que comprovam a dupla nacionalidade.

André-Pierre Gignac veio para o futebol mexicano para jogar no Tigres onde está desde o torneio Apertura-2015. Por isso atende a exigência de pelo menos cinco anos no México para obter o certificado de naturalização por residência.

Além disso, o jogador francês também conseguiu obter o certificado por ter filhos mexicanos de nascimento. São dois: Eden, nascido em 2015, e Mavy, nascido em 2019.

str/gfe/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos