Problemas com lesões aumentam na seleção de Portugal

Técnico da seleção portuguesa, Fernando Santos

Por William Schomberg

AL RAYYAN, QATAR (Reuters) - O técnico de Portugal, Fernando Santos, disse esperar que o zagueiro central Danilo Pereira não fique afastado por muito tempo devido a uma lesão, e também havia preocupações sobre o meio-campista Otávio antes do jogo de segunda-feira contra o Uruguai na Copa do Mundo.

Pereira, do Paris Saint-Germain, fraturou três costelas nos treinos de sábado e está fora da repetição do confronto das oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, que o Uruguai venceu por 2 x 1.

"Ele está melhorando e esperamos tê-lo de volta aos gramados muito em breve", disse Santos, que está no comando da seleção desde 2014 e os conduziu à vitória na Euro 2016.

"Mas, se não acontecer, temos outros três zagueiros centrais que podem substituí-lo. Não precisamos fazer disso um drama", disse Santos neste domingo a repórteres.

A mídia portuguesa informou que Pereira perderia a fase de grupos e que sua participação estaria em dúvida se Portugal conseguir chegar às oitavas de final.

Perguntado sobre o zagueiro Pepe, de 39 anos, que estava no banco quando Portugal venceu Gana por 3 x 2 na partida de abertura da Copa do Mundo no Catar na última quinta-feira, Santos disse que ele era "um monstro" e que estará na equipe na segunda-feira.

Portugal está no topo do Grupo H após derrotar Gana por 3 x 2 em sua partida de estreia.

Decisões sobre a disponibilidade de Otávio, que foi titular contra Gana, e Nuno Mendes, que também é uma preocupação com uma contusão, seriam tomadas após uma sessão de treinamento mais tarde neste domingo, disse Santos.