Problema "sério" no ataque não é culpa só dos atacantes, diz técnico do México

Técnico da seleção do México, Gerardo Martino, durante partida contra a Argentina pela Copa do Mundo do Catar

Por Manasi Pathak

DOHA (Reuters) - A falta de gols é uma questão "séria" para o México, mas a culpa não deve ser apenas dos atacantes da equipe, disse o técnico Gerardo Martino antes da partida da quarta-feira contra a Arábia Saudita pelo Grupo C da Copa do Mundo do Catar, que os mexicanos precisam vencer se quiserem se classificar para as oitavas de final.

A falta de gols do ataque tem sido uma preocupação para o México desde antes da Copa do Mundo e eles ainda não marcaram nenhum gol no Catar, com a equipe ocupando a lanterna de seu grupo com um ponto após um empate de 0 x 0 com a Polônia na estreia e uma derrota por 2 x 0 para a Argentina.

O México chegou às oitavas de final em cada uma das sete edições anteriores da Copa do Mundo, mas corre o risco de ser eliminado da fase de grupos desta vez caso não consiga vencer a Arábia Saudita.

Perguntado se estava preocupado com a má forma da equipe na frente do gol, Martino disse aos repórteres na terça-feira: "Neste momento, isto é sério porque precisamos marcar no jogo de amanhã".

"O que aconteceu durante o último ano foi devido a diferentes razões, pois tínhamos nossos atacantes enfrentando problemas físicos. Alguns deles estão em boas condições na Copa do Mundo, mas não se trata apenas dos atacantes. Todos nós compartilhamos nossas responsabilidades", disse.

"Não se trata apenas de certas posições, mas de toda a equipe."

O pessimismo cercou o México enquanto eles se preparavam para a Copa do Mundo após a inconsistência nas partidas pelas eliminatórias e de preparação para o Mundial, enquanto os torcedores também criticaram o treinador argentino da equipe, que está sob imensa pressão para reverter sua sorte.

O meio-campista Andrés Guardado disse que os jogadores acreditam que têm uma chance de se classificar para as oitavas.

"Quando você recebe um golpe, precisa digeri-lo e virar a página rapidamente", disse Guardado.

"Temos uma grande chance de esquecer a derrota contra a Argentina com um grande jogo contra a Arábia Saudita. Acreditamos em nossas chances e ninguém está dizendo que isso é impossível."

A Arábia Saudita protagonizou uma grande zebra quando derrotou a Argentina de Lionel Messi por 2 x 1 no jogo de estreia das duas seleções no Mundial, mas Martino disse que não tem medo da equipe saudita.

"Respeitamos nossos adversários e não ignoramos o que eles fizeram contra a Argentina e no primeiro tempo contra a Polônia. Eu não tenho medo, quando competimos não sentimos medo", disse ele.