“O problema foi o nana neném”, diz Renato após susto gremista

Depois de abrir três gols em cima do Deportes Iquique-CHI no primeiro tempo e permitir que o time chileno encostasse no placar, o técnico Renato Gaúcho admitiu que os jogadores cochilaram na segunda etapa. “O primeiro tempo foi uma aula de futebol. Eu falei para o meu time no intervalo, mas eu sempre falo que a bola pune e que não estava satisfeito. Mas deu aquele soninho no time. O problema foi o nana neném””, disse o treinador, em entrevista coletiva.

Com o semblante sério, mas sempre com um tom humorado, o técnico gremista ressaltou que o elenco levou um puxão de orelha. “Espero que sirva de lição, pois não pode acontecer isso nos próximos jogos. Acima de tudo, o que eu tenho que falar a mais é com meu grupo”, contou.

Ao ser questionado sobre a substituição de Léo Moura, o treinador se isentou de um possível erro. “O problema não foi a saída do Léo. Eu fiz a substituição muito bem. Volto a repetir, o problema do meu time foi o nana neném. Esse foi o único problema. Agora, eles podem dormir”, avaliou.

O apagão foi comparado com o mesmo que aconteceu no clássico Gre-Nal este ano pelo Campeonato Gaúcho. No jogo, o Grêmio dominou e terminou o primeiro tempo vencendo por 1 a 0. Na segunda etapa, o time permitiu a virada colorada em apenas 12 minutos. Na oportunidade, o Tricolor ainda buscou o empate. “Deu aquele soninho como deu no Gre-Nal e quase aconteceu o pior. No clássico foram apenas alguns minutos, hoje foram 45 minutos”, ressaltou Renato.

O técnico, que já tem o costume de antecipar a concentração dos jogadores, brincou com a possibilidade de esticar esse tempo. “De repente vou fazer três dias de concentração. Assim, eles podem dormir um pouquinho mais. Lá (na concentração) ninguém vai fazer gols neles”, disse.

Outro assunto abordado foram os gols perdidos pelo atacante Pedro Rocha. “É um bom garoto e vem nos ajudando muito. Eu converso bastante com ele, mas é novo. Tudo que eu posso fazer por ele, eu faço. Nós ajudou muito passado. Foi decisivo na Copa do Brasil contra o Atlético-MG. Mas o meu DVD eu não vou dar para ele porque daí ele vai achar que é coisa de outro planeta”, brincou o treinador.

Antes de encerrar a coletiva, Renato ainda perguntou aos jornalistas: “Alguém está com sono aí?”.