Primeira Liga morta no Rio

Se depender da dupla Fla-Flu essa Primeira Liga não vai longe.

Abel Braga, técnico do tricolor, cansou de dar declarações de que o Fluminense irá priorizar o estadual e a Copa do Brasil. A tendência é usar o time reserva assim como fez contra o Internacional na sequência da competição.

O Flamengo idem.

Mandou para Brasília uma equipe B deixando claro que não se importa com as consequências dos resultados dentro de campo.

A tendência, conforme o blog vem bancando há tempo é a Primeira Liga morrer em breve.

Sem os principais times de São Paulo e as ausências de Botafogo e Vasco o torneio já nasceu esvaziado e sem força.

Esse cenário era previsto.

Os dirigentes não se entendem e os próprios clubes cariocas ignoram o torneio que não é oficial.

Os jogadores pagam a conta se desgastando desnecessariamente.