Preta Gil conta como conduzirá Carnaval em SP: 'Me recuso a falar bloquinho'

A cantora está feliz e contando os dias para levar o Bloco da Preta para São Paulo (Foto: Reprodução/Instagram)
A cantora está feliz e contando os dias para levar o Bloco da Preta para São Paulo (Foto: Reprodução/Instagram)

O Carnaval de 2019 terá um gostinho especial para Preta Gil. A cantora vai realizar o sonho de se apresentar em São Paulo, com o Bloco da Preta, pela primeira vez no dia 10 de março. Em contagem regressiva para a festa, a artista conversou com o Yahoo e contou como está a preparação para encarar o bloco na terra da garoa sem deixar de arrastar multidões por Rio de Janeiro e Salvador.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

“Amo que tem gente que ainda pergunta se eu vou trazer o meu bloquinho para cá. Bloquinho? Olha, eu me recuso a falar bloquinho. O pessoal de São Paulo tem essa mania, mas um milhão de pessoas não é bloquinho, não. Eu só aviso para se prepararem porque vai ser babado”, avisa.

“Se você olhar a minha agenda vai ver que é humanamente impossível (conciliar tantas cidades). O segredo é ter uma equipe. Meu marido cuida de tudo e eu conto com profissionais multidisciplinares, envolvendo fonoaudióloga, fisioterapeuta, nutricionista, aí dá tudo certo”, explica a cantora.

O desejo de trazer o bloco para São Paulo surgiu há quatro anos, mas nem tudo dependia dela. Preta conta que passou um bom tempo negociando com a prefeitura e seus patrocinadores. “Sou uma artista responsável e me preocupo com a segurança de todos. Então, tinha que ser agora, esse ano, no Ibirapuera, do jeito que tem que ser”, afirma.

No passado, a filha de Gilberto Gil se preocupava com a infraestrutura e diz que tinha medo de seu bloco atrapalhar o Carnaval da cidade. De um tempo para cá, viu que São Paulo abriu as portas para a folia e mostrou capacidade de sair com megablocos. O Ibirapuera foi o lugar onde encontrou segurança para fazer essa estreia, que tem tudo para entrar para a história.