Pressão sobre Wenger aumenta após derrota do Arsenal para Crystal Palace

Técnico do Arsenal, Arsene Wenger 10/04/2017 Action Images via Reuters / Matthew Childs

LONDRES (Reuters) - O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, enfrentou uma avalanche de críticas de ex-jogadores, torcedores e da mídia depois da derrota de 3 x 0 para o Crystal Palace na noite de segunda-feira, e seu reinado de 20 anos como treinador da equipe londrina parece cada vez mais ameaçado.

A derrota, a quarta consecutiva fora de casa e a primeira de Wenger para o Palace, deixou o Arsenal em sexto na tabela do Campeonato Inglês e sob risco de perder a classificação para a próxima Liga dos Campeões pela primeira vez desde que é comandado pelo francês.

Mas foi a atuação apática do time o que mais mereceu críticas, e o ex-atacante Ian Wright escreveu no Twitter que o "vestiário está perdido".

Vídeos publicados nas redes sociais mostraram torcedores do Arsenal cercando o ônibus do clube depois do jogo e xingando Wenger e alguns dos jogadores. Dentro do estádio, torcedores ergueram cartazes contra o técnico de 67 anos e cantaram "Arsene Wenger, queremos que você vá embora".

Também houve críticas aos jogadores, entoando "vocês não estão à altura da camisa", e alguns vaiaram o lateral espanhol Hector Bellerin quando ele se aproximou para aplaudir a torcida depois do apito final.

O capitão Theo Walcott pediu desculpas aos torcedores depois de o Arsenal sofrer três gols em sua quarta partida seguida em um campo adversário no Campeonato Inglês, e admitiu: "Dava para sentir desde a saída de bola que eles (Palace) estavam com mais vontade".

Os jornais britânicos especularam que a derrota para o Palace pode selar o destino de Wenger. O Times disse que o Arsenal foi "superado na esperteza, na classe e no tempo. Chegou a hora de Arsène Wenger".

Wenger mais uma vez se desviou das perguntas sobre seu futuro, afirmando que seria "inconveniente falar a meu respeito", mas está sendo muito pressionado a dizer se pretende continuar depois que seu contrato vencer durante o verão europeu.