Presos no trânsito, Oliveira e Renato não aparecem em treino no CT

A greve geral afetou o Santos. Porém, não foi nenhum jogador ou funcionário do clube que se recusou a trabalhar nesta sexta-feira. O que atrapalhou o treino no CT Rei Pelé foi a ausência de Renato e Ricardo Oliveira. Os dois ficaram presos no trânsito e não chegaram a tempo da atividade.

O volante aproveitou a quinta-feira de folga para ficar com a família em uma casa que possui no interior de São Paulo. Porém, as manifestações atrapalharam seu retorno para a Baixada Santista. O centroavante, que mora em Alphaville, também não conseguiu descer a serra.

O treino desta sexta foi o primeiro após a vitória por 2 a 0 sobre o Paysandu, na última quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na atividade, os titulares treinaram apenas alguns minutos em campo reduzido e depois foram para a academia. Já o reservas, por sua vez, além do primeiro exercício, também participaram de um coletivo.

Além disso, o treino também contou com a presença de Modesto Roma Júnior no CT Rei Pelé. O presidente acompanhou uma parte da atividade e depois teve uma conversa de um pouco mais de 10 minutos com o técnico Dorival Júnior. O teor do papo, porém, não foi revelado pelo mandatário.