Presidente do Tottenham não quer vender Kane a rival inglês, e diz que jogador só sairá por R$ 1,3 bilhão

LANCE!
·1 minuto de leitura


Principal estrela do Tottenham, o atacante Harry Kane não deverá deixar o clube londrino no que depender do presidente do clube, o empresário Daniel Levy. De acordo com informações da imprensa britânica, o mandatário deixou claro que não facilitará qualquer negócio pelo camisa 10 para um rival inglês.

+ Veja a tabela da Premier League


Segundo o jornal "The Sun", Harry Kane, que poderia ser alvo de Manchester City e Manchester United, principalmente em caso de insucesso nas negociações com Haaland, só deixará os Spurs por 200 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão na cotação atual).

Neste cenário, o Real Madrid poderia ser favorecido. Também interessado em Haaland, o clube merengue já demonstrou vontade de contar com o atacante do Tottenham anteriormente, e numa briga com clubes ingleses pode ver a vontade do presidente dos Spurs prevalecer.

+ Mercado promete pegar fogo! Confira alguns nomes que prometem esquentar a janela de verão europeia

Segundo a imprensa espanhola, os Blancos colocaram Kane em sua lista e observam a situação do jogador.