Presidente do Tottenham está furioso com declarações de Harry Kane

·1 minuto de leitura


Daniel Levy, presidente do Tottenham, está furioso com Harry Kane por conta de suas declarações públicas em que revela o desejo de deixar a equipe londrina. Segundo o "Daily Mail", o mandatário considerou o artilheiro desrespeitoso e infeliz em suas declarações.

Na última quinta-feira, o centroavante concedeu entrevista ao ex-atleta Gary Neville e revelou ter o desejo de deixar os Spurs. O camisa 10 afirmou que sente que pode se desenvolver como atleta, disputar o prêmio de melhor do mundo e conquistar títulos.

> Veja a tabela da Premier League

Um trecho da conversa entre os ingleses foi ao ar na última quinta-feira, um dia após a derrota do Tottenham para o Aston Villa em casa por 2 a 1. O resultado complicou a equipe na busca por uma vaga na Europa League e pode ter sido a última partida de Kane diante dos seus atuais torcedores.

Apesar da irritação, o clube mantém a posição de que o centroavante não está no mercado por ter contrato até 2024. Com isso, os Spurs esperam uma proposta de cerca de 150 milhões de libras (R$ 1,1 bilhão) e os favoritos são as duas equipes de Manchester e o Chelsea.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos