Presidente do Timão promete reforços e descarta renovação com a Caixa

Jô, Balbuena e Pablo exibem nova camisa, sem patrocínio da Caixa (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Apesar de ter a maior pontuação do Paulistão e estar a dois jogos do título, o Corinthians vai ao mercado nos próximos dias. “Vamos contratar dois ou três jogadores”, admite o presidente alvinegro Roberto Andrade, de olho no segundo semestre. “Sabemos que o Brasileirão exige um elenco mais forte e queremos brigar para ganhar o título”, acrescenta.

Um dos nomes pretendidos pelo Timão é conhecido: Clayson, atacante que pertence à Ponte Preta, rival na decisão do Paulistão. Ainda há a busca por outro atacante e um jogador de defesa.

Roberto Andrade também descartou a possibilidade de renovação do contrato de patrocínio máster com a Caixa. “Nem estamos mais conversando. O banco fez uma proposta que não concordamos e agora estamos no mercado em busca de outro parceiro”, revela o presidente, colocando fim à relação comercial de quatro anos e meio com o banco estatal.

O Blog revelou na última quarta-feira que as negociações haviam esfriado depois da diferença de valores: o Corinthians exigia R$ 30 milhões por mais uma temporada, enquanto a Caixa topava bancar R$ 18 milhões até dezembro.

Satisfeito com o trabalho de Fábio Carille, efetivado como técnico no ano passado, o presidente corintiano ainda vê com saudosismo a disputa pelo título do Paulistão. “Aquela conquista de 1977, em cima da Ponte Preta, foi para mim o principal título da história do clube. Eu tinha 17 anos e nunca havia visto o Corinthians campeão. Aquela conquista marcou demais.”

Corinthians e Ponte começam a disputar a taça do estadual de 2017 a partir do próximo domingo, primeiro no Moisés Lucarelli, em Campinas, e uma semana depois na arena alvinegra, em Itaquera.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: