Presidente do Santos votou contra a venda de Luan Peres ao Olympique

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Santos divulgou na tarde desta segunda-feira as atas das reuniões do Comitê de Gestão no mês de julho e uma delas mostra que o presidente do clube, Andres Rueda, foi contrário à venda do zagueiro Luan Peres ao Olympique, da França.

A ata da reunião do dia 4 de julho mostra que a proposta foi apresentada na reunião pelo membro do Comitê de Gestão Walter Schalka, que pontuou a necessidade de venda, explicou que o Santos ganharia um bônus em caso de classificação do Olympique para a Liga dos Campeões e ficaria com 10%¨dos direitos. Os valores da negociação não foram revelados na ata.

Walter Schalka, Rafael Leal, Dagoberto Oliva e Vitor Sion votaram a favor da venda. O vice-presidente José Carlos de Oliveira argumentou contra a venda, por considerar que o desgaste seria desnecessário em um momento em que o time estava evoluindo dentro de campo. O presidente Andres Rueda também votou contra e encerrou a reunião.

O Santos, por Estatuto, é comandado por um colegiado de nove pessoas: presidente, vice e sete membros escolhidos pelo presidente. As decisões precisam ser tomadas por votação.

Luan Peres foi vendido ao Olympique de Marseille em julho em operação casada com a Doyen, resolvendo um problemas financeiros mais críticos do Santos na última década. Contraída em dezembro de 2013 para a chegada de Leandro Damião, a dívida passou os últimos sete anos sem resolução.

O zagueiro foi contratado em agosto de 2019 justamente sob o comando de Sampaoli. Ele demorou para ter uma sequência, já que os titulares na época eram Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo. Na ausência de um dos dois, Felipe Aguilar jogava. No ano seguinte, o camisa 14 ganhou a vaga após as saídas de Gustavo, para o Flamengo, e Felipe Aguilar, para o Athletico-PR, e logo “caiu” nas graças da torcida. Em pouco tempo, o zagueiro se tornou titular absoluto, um dos líderes da equipe.

O jogador teve o contrato renovado recentemente até fevereiro de 2025, após o Alvinegro comprá-lo de seu antigo clube, o Brugge. O Santos, na época, pagou cerca de 3 milhões de Euros (cerca de R$ 20 milhões). Pelo Santos, Luan Peres disputou 90 jogos, deu duas assistências, e foi titular na campanha do vice-campeonato da Copa Libertadores da América, na temporada 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos