Presidente do Santos prevê venda de atleta em julho: 'Não terá como'

Gabriela Brino
Com as dificuldades para administrar as finanças, pelo menos um jogador será vendido. Presidente lamentou 'ter que fazer negócio' depois de manter todo o elenco em 2017

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, prevê a venda de pelo menos um jogador na próxima janela internacional de transferências, que se inicia em julho. Com problemas para administrar os cofres do Peixe, o dirigente lamentou "ter que fazer negócio" depois de manter todo o elenco para 2017.

- Vamos ter que vender. Não vai ter como. Vamos ver as propostas, não dá pra fazer futurologia, mas o objetivo é bons negócios. É mais importante bons negócios do que bons jogadores (na próxima janela) - disse Modesto.

O Alvinegro sofreu com atrasos salariais nos últimos meses e vê uma boa negociação como forma de aliviar as contas. Alguns atletas, como Zeca e Thiago Maia, foram sondados por clubes da Europa recentemente e podem ser as opções para engordar o caixa.

A diretoria contratou seis reforços para o ano de 2017: Bruno Henrique, Cleber, Vladimir Hernández, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete e Kayke. Cerca de R$ 25 milhões foram gastos ao todo.

Em 2016, apenas dois jogadores foram vendidos: Geuvânio e Gabriel. A dupla rendeu mais de R$ 100 milhões nas transferências para o Tianjin Quanjian, da China, e Internazionale de Milão, da Itália, respectivamente.







E MAIS: