Presidente do São Paulo diz que folha salarial diminuiu, 'mas nem tanto'


O São Paulo passou por uma redução em sua folha salarial. A informação foi confirmada pelo presidente do Tricolor paulista, Julio Casares, em entrevista à TV Gazeta. De acordo com o dirigente, embora não tenha sido uma redução tão grande, fez diferença.

Segundo Casares, estão chegando alguns jogadores - sendo seis reforços anunciados até o momento - e o clube está cuidando de situações envolvendo atletas mais novos, em busca de fortalecer alguns contratos e seus ganhos.

Lucas Lima, Pato e outros: listamos 15 jogadores brasileiros famosos que estão sem time

Veja tabela do Campeonato Paulista e simule os próximos jogos

- A folha ficou mais barata, mas não é uma diminuição imensa, estão chegando jogadores e estamos tomando cuidado muito grande de fortalecer alguns contratos de jovens jogadores que precisam de uma reavaliação de seus ganhos, não é tão expressiva, mas é importante - explicou.

Para o presidente, este assunto envolvendo os jogadores mais jovens do elenco faz parte da estratégia de Rogério Ceni de buscar impor mais velocidade e ser mais competitivo. Sobre a dívida que o clube enfrenta, o dirigente destacou que o balanço - que deverá ser divulgado em abril - contará com uma diminuição no valor. Atualmente estimada em R$ 700 milhões, pode chegar aos R$ 590 milhões. Segundo suas palavras, essa diminuição se deve à responsabilidade financeira que o Tricolor adotou, mesmo com a reformulação do elenco nesta temporada.

- A faixa etária diminuiu. Tirando o Rato e o Rafael, acreditamos dentro da visão do nosso técnico que vamos ganhar velocidade. Quando o São Paulo entra com essa camisa, e se tiver par ou ímpar, tem que tentar ganhar. Nós esperamos que com esse plantel tenhamos dignidade para ganhar. Chegamos em duas finais no ano passado e não ganhamos. Não é um trabalho fácil você ter responsabilidade financeira e sucesso - completou.