Presidente do São Paulo revela que dívida do clube deve apresentar redução

Julio Casares revelou que o Tricolor deve fechar o balanço de 2022 com uma diminuição da dívida (Foto: Divulgação/ Instagram)


O presidente Julio Casares revelou que o São Paulo deve apresentar uma redução significativa na dívidas, atualmente estimadas em cerca de R$ 700 milhões. Segundo as falas de Casares, o decréscimo se aproxima dos R$ 100 milhões.

Ainda conforme o presidente, o balanço deve ser divulgado em abril deste ano, e, ao que tudo indica, o atual valor da dívida gira em torno dos R$ 600 milhões.

Listamos 15 jogadores brasileiros famosos que estão sem time

Veja tabela do Campeonato Paulista e simule os próximos jogos

- A dívida era aproximada de R$ 700 milhões quando assumimos e, se tudo der certo, cai para R$ 590 e 600 milhões no próximo balanço no mês de abril - explicou Julio Casares em entrevista à 'TV Gazeta'.

O LANCE! adiantou em novembro que o São Paulo deveria ter a primeira redução na dívida desde 2017. Quando a gestão atual assumiu, havia R$ 82 milhões de curtíssimo prazo e o risco de sanção na FIFA. Há ainda dívidas com empresários e jogadores, e a situação é de reconstrução. Desta forma, a tendência é de equilíbrio (com redução e superavit pequenos).

Julio Casares destacou que, mesmo com a reformulação do elenco nesta temporada e a chegada de novos atletas, o clube terá uma diminuição na folha salarial. O principal motivo disso seria justamente a "reformulação" que o São Paulo enfrenta.

- Não é uma diminuição imensa, porque estamos fazendo também reformulações e estão chegando jogadores. Temos um cuidado muito grande em fortalecer alguns contratos, alguma renovação, que vai impactar na folha. Você tem jovens valores que aprovaram e que merecerão uma reavaliação do seu ganho. Então a folha de pagamento com tudo isso vai trazer uma diminuição, não tão expressiva, mas importante - concluiu.