Mourinho alfineta Messi e admite resultados "não satisfatórios" do Real

Técnico conecedeu entrevista neste sábado

AFP
Mourinho tem sido alvo de críticas nesta temporada
.

Exibir foto

Mourinho tem sido alvo de críticas nesta temporada

O técnico do Real Madrid, o português José Mourinho reconheceu neste sábado que seu time não estava obtendo "resultados satisfatórios" nesta temporada e ironizou sobre a lesão craque argentino Lionel Messi, do arquirrival Barcelona, que saiu de maca na semana passada após sofrer uma lesão no joelho e voltou a jogar logo na partida seguinte.

Ás vezes, um jogador sai de maca e dois dias depois volta a jogar como se nada tivesse acontecido. No meu conceito, o atleta só sai de campo se realmente não tem mais condições de jogo", alfinetou o treinador numa coletiva de imprensa.

No dia 5 de dezembro, Messi assustou os torcedores do Barça ao sair de campo de maca após sentir uma contusão no joelho em partida de Liga dos Campeões contra o Benfica, mas se recuperou rápido e já estava de volta três dias depois para fazer os dois gols da vitória por 2 a 1 do time catalão sobre o Betis.

Na ocasião, o argentino quebrou o recorde de gols marcados em um só ano, que pertencia ao alemão Gerd Muller, que fez 85 em 1972.

Além de alfinetar o rival, Mourinho admitiu que sua equipe teve um desempenho abaixo do esperado nesta temporada.

"Os resultados não são satisfatórios, mas não podemos esquecer que esta equipe que foi o melhor da Europa no ano passado", declarou o português, apesar do título da Liga dos Campeões ter ficado com o Chelsea, adversário do Corinthians na final do Mundial de Clubes, enquanto o Real foi eliminado nas semifinais.

Onze pontos atrás do líder Barcelona no Campeonato Espanhol, o time 'Merengue' voltou a tropeçar na quarta-feira ao perder por 2 a 1 para o Celta de Vigo na partida de ida das oitavas de final da Copa do Rei.

Mais cedo neste sábado, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, rebateu as críticas ao seu treinador ao declarar em evento com sócios do clube que o português era "o melhor do mundo".

"Estas últimas semanas, ele teve que enfrentar críticas injustas, inclusive algumas que atingem a dignidade da pessoa. Ele tem todo o meu reconhecimento e todo meu carinho", disse Pérez.

Lamentamos que você não tenha gostado deste comentário. Informe um motivo abaixo.

Tem certeza?
Classificação falhou. Tente novamente.
Falha na solicitação. Tente novamente.
Promoveremos comentários construtivos e espirituosos para aparecerem primeiro, todo mundo vai vê-los!
Lamentamos, mas não é possível carregar comentários no momento. Tente novamente.