Presidente do Real Madrid, Florentino Pérez acusa Uefa de mentir sobre Superliga

Florentino Pérez acusa Uefa de mentir sobre Superliga (Foto: FRANCK FIFE / AFP)


Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, fez fortes acusações contra a Uefa e alegou que a entidade mentiu sobre a Superliga, projeto de torneio criado em abril de 2021 que gerou polêmica e discussões no mundo do futebol.

Na série documental "Superliga: A guerra pelo futebol", recém-lançada pela plataforma de streaming "Apple TV", o mandatário do clube merengue também voltou a defender a criação da competição ao dizer que a Superliga não é uma ruptura, mas sim "evolução". Diversos gigantes do futebol europeu estiveram envolvidos na criação do torneio.

- A Uefa disse coisas que não eram verdade. Que a liga era fechada, que iríamos acabar com as competições nacionais, que queríamos mais dinheiro. Tivemos que nos defender das ameaças e dos insultos. Tivemos que ir até a justiça espanhola. Queremos que se cumpram os valores da União Europeia, onde monopólios são proibidos - declarou Pérez no documentário.

+ Luis Enrique ganha força para dirigir Seleção Brasileira, diz jornal

Definido como "arquiteto" do projeto, Florentino Pérez contou com a ajuda de clubes como Juventus e Barcelona. Com o fracasso da Superliga em 2021, clubes ingleses abandonaram a ideia.

- O Real Madrid não havia enfrentado o Chelsea até o ano passado. Bayern de Munique e Liverpool, que tem seis Champions League cada, se enfrentaram duas vezes em 65 anos. Vem um novo mundo e queremos que o futebol prospere para que siga sendo o esporte mais atrativo do mundo. Essa é a Superliga - defendeu.