Presidente do PFL admite negociações pela contratação de Cris ‘Cyborg’

UFC vs. Bellator! Cris 'Cyborg’ abre portas para revanche com Amanda Nunes
UFC vs. Bellator! Cris 'Cyborg’ abre portas para revanche com Amanda Nunes

Após Scott Coker, presidente do Bellator, manifestar interesse em contar com Cris ‘Cyborg’ no plantel de sua organização, foi a vez de Ray Sefo, mandachuva do PFL, avisar ao mundo que também busca a contratação da ex-campeã do Ultimate. Ao site ‘MMA Fighting’, o cartola contou que sua equipe está em contato com os representantes da brasileira visando um acerto contratual.

Depois de um longo imbróglio com o UFC, acentuado após perder o cinturão peso-pena (66 kg) para Amanda Nunes em dezembro do ano passado, ‘Cyborg’ está livre no mercado. A relação tumultuada com Dana White levou à entidade a abdicar de sua renovação contratual. Uma das maiores lutadoras do MMA feminino na história, a paranaense não deve ficar desempregada por muito tempo. De acordo com as palavras de Ray Sefo ao site ‘MMA Fighting’, Cris provavelmente negocia com, pelo menos, mais duas ligas.

“Nós estamos interessados na Cris ‘Cyborg’. Ela é uma lenda. Está nesse meio há muito tempo e foi campeã por muitos anos, em diferentes organizações. Nossa equipe está conversando com ela e esperamos conseguir fazer acontecer. Ela provavelmente está conversando com o Bellator, One FC e outros. Eu adoraria contratá-la, mas vamos ter que esperar e ver como as coisas evoluem”, declarou o ex-lutador e atual presidente do PFL.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Atualmente o PFL não possui a divisão peso-pena feminino, categoria onde Cris competiu na maior parte de sua carreira. Visando promover a campeã olímpica no judô Kayla Harrison, uma das apostas da organização, o peso-leve (70 kg) feminino foi adicionado nesta temporada. Segundo Sefo, a mudança de ‘Cyborg’ para esta divisão seria benéfica, já que a lutadora não sofreria mais para bater o peso limite exigido nos penas.

“Parece que ela sofre bastante para cortar o peso. Então, ela seria muito perigosa lutando até 70 quilos. No fim, a decisão é dela e em algum ponto ela vai tomá-la. Acredito que todos estão esperando para ver qual será o seu destino”, concluiu.

Kayla Harrison já se manifestou algumas vezes a favor da contratação da paranaense pelo PFL. A ex-judoca, campeã olímpica e mundial, busca estabelecer seu nome como uma das grandes lutadoras no novo esporte, e uma rival como ‘Cyborg’ poderia oferecer o desafio necessário para que a americana se aproxime do seu objetivo.

Cris ‘Cyborg’ foi campeã pelo Strikeforce, Invicta FC e UFC. Em sua última aparição no octógono do Ultimate, a atleta venceu Felicia Spencer por decisão unânime dos juízes. Em seu cartel, a lutadora da ‘Chute Boxe’ possui 21 triunfos, duas derrotas e um no contest (sem resultado).

Leia também