Presidente do Palmeiras fala das chances de contratar Cavani e Hulk


O palmeirense não deve sonhar com as chegadas de Edinson Cavani ou Hulk neste ano. A mensagem é dada de forma clara por Maurício Galiotte à Fox Sports. O presidente explicou a reunião com o irmão e empresário do uruguaio, em dezembro, e também as conversas que teve com Hulk, em fevereiro, informando que, nos dois casos, os valores dificultam as negociações.

– Houve uma reunião para entender as expectativas de ambas as partes e ele conhecer a estrutura do Palmeiras. Até o momento não teve nenhuma evolução. Diante de tudo isso que está acontecendo, a chance é mínima. Não negociamos, mas os valores são significativos, proibitivos hoje para o futebol brasileiro. Contratação muito difícil para qualquer time da América do Sul, de sobremaneira na situação que se passa hoje - disse Galiotte, sobre Cavani.


– Ele perguntou se o Palmeiras tinha interesse, e todos os clubes se interessam por um jogador dessa envergadura e potencial. Obviamente, sabemos a complexidade de uma contratação desse porte. É um jogador com remuneração significativa, por merecimento. Houve essa conversa, depois não tivemos sequência, até porque eles não tinham definido o que fariam no segundo semestre - continuou o mandatário.

Em dezembro, o irmão de Cavani procurou o Palmeiras e fez a visita ao lado de outras duas pessoas. O atacante tem contrato só até junho com o Paris Saint-Germain, e seu irmão deixou claro que iria a outros times brasileiros, para conhecer o mercado. Na última temporada, Cavani fez quatro gols em 14 partidas pelo clube francês, com salários anuais estimados na casa dos 10 milhões de euros (cerca de R$ 57,2 milhões).

Hulk, por sua vez, já se reapresentou ao Shanghai SIPG. Em fevereiro, o atacante assistiu a jogo do Palmeiras no Allianz Parque, conseguiu que seus filhos jogassem no time de futsal do clube de seu coração e não só conheceu a Academia de Futebol como teve uma liberação apalavrada do clube da China para que o atacante trabalhasse alguns dias no local. Mas não houve tempo.

- O Hulk esteve na Academia de Futebol. Comentou que é um desejo dele jogar no Palmeiras um dia, mas, no momento, também é muito difícil, porque tem mais dois anos de um ótimo contrato. Não vejo qualquer situação envolvendo o Hulk nos próximos dois anos - explicou Galiotte.

Apesar de a proximidade entre Hulk e Palmeiras ter aumentado, o Shanghai SIPG nunca se mostrou disposto a cedê-lo. O clube chinês paga ao jogador de 33 anos de idade, segundo a revista France Football publicou em 2019, 23,4 milhões de euros (quase R$ 139 milhões) por ano com seus salários, o que representa mais de R$ 11,5 milhões por mês na cotação atual.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também