Presidente do Grêmio fala sobre a chance de encarar o Inter na Libertadores

Foto: Félix Zucco /Agencia RBS
Foto: Félix Zucco /Agencia RBS


Na noite da última terça-feira, os destinos dos clubes sul-americanos foram decididos na Libertadores da América em sorteio da Conmebol. Entre as principais novidades, a possibilidade de acontecer um Gre-Nal na fase de grupos agitou a cidade de Porto Alegre.

Consciente da oportunidade de encarar o maior adversário, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, não escondeu a torcida.

‘Tomara que aconteça. Que o Internacional esteja no grupo e que ambos passem. Seria muito bom para o futebol gaúcho, tudo que este jogo significa. Um Gre-Nal é sempre muito difícil. Mas torço que aconteça, que os dois se classifiquem, seria a glória. Se possível o Grêmio em primeiro e o Inter em segundo’, afirmou o cartola.

Para o tão sonhado Gre-Nal acontecer, o Colorado precisa vencer o adversário do Chile, que será definido em janeiro e derrotar o vencedor da eliminatória entre Tolima e Macará.

O Grêmio está na chave E, ao lado de Universidad Católica-CHI e América de Cali-COL, ambos campeões nacionais.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também