Presidente do Corinthians descarta saída de Cantillo de graça em julho

Yahoo Esportes
Cantillo está emprestado pelo Junior e será comprado após o pagamento da próxima parcela (Daniel Vorley/Agif)
Cantillo está emprestado pelo Junior e será comprado após o pagamento da próxima parcela (Daniel Vorley/Agif)

O Junior Barranquilla tem afirmado à imprensa colombiana que pode exigir a volta de Cantillo em julho. Mas, em contato com o Blog, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, assegura que não há qualquer possibilidade de o volante ser devolvido - ele está emprestado até a metade do ano e passaria a ser jogador em definitivo do Timão após o pagamento de uma prestação.

“Ele vai ficar no Corinthians e nós vamos pagar a parcela de julho”, explica Andrés, referindo-se à segunda prestação, no valor de US$ 600 mil, com vencimento em 27 de julho. “O que acontece é que tentamos negociar com o Junior uma prorrogação do pagamento”, acrescenta o presidente.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em grave crise financeira, em razão da paralisação nos campeonatos, o Corinthians solicitou ao time colombiano uma nova data para a quitação da parcela. Além de o Junior Barranquilla rejeitar a proposta, ainda passou a ameaçar o Corinthians de forma pública.

Desta maneira, a ideia no Parque São Jorge é esperar pelo depósito dos 20 milhões de euros da venda de Pedrinho para o Benfica para ter os US$ 600 mil de Cantillo. O que o Corinthians alegou para os colombianos, além da pandemia, é que o dólar disparou desde janeiro, quando o martelo foi batido. Na oportunidade, os US$ 600 mil equivaliam a R$ 2,5 milhões e hoje são R$ 3,2 milhões.

Cantillo é titular absoluto do Corinthians e vai custar ao Timão US$ 3 milhões. O clube brasileiro pagou US$ 900 mil em janeiro, tem os US$ 600 mil de julho e mais US$ 1,5 milhão na metade do ano que vem.

Leia também