Presidente da Uefa diz que Superliga foi criada por 'ganância'

·1 minuto de leitura
A criação da Superliga europeia é uma ameaça à Liga dos Campeões, organizada pea Uefa

O presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Ceferin, afirmou nesta segunda-feira que a criação da Superliga europeia, promovida por 12 grandes clubes do continente, é uma "proposta vergonhosa" de entidades "guiadas pela ganância" e "cospe na cara de todos aqueles que amam o futebol".

O dirigente da entidade que comanda o futebol europeu reafirmou que os jogadores das equipes que participarem deste torneio independente, criado para competir com a Liga dos Campeões, organizada pela Uefa, "serão banidos" das competições internacionais e "não poderão representar as suas seleções".

Ceferin fez estas declarações após a reunião do Comitê Executivo da Uefa, que nesta segunda-feira aprovou a adoção de um novo formato de competição para a Liga dos Campeões a ser aplicado a partir de 2024, aumentando de 32 para 36 o número de times participantes do principal torneio europeu.

cfe-ama/jed/dr/gh/lca