Presidente da Uefa acredita em estádios cheios na Eurocopa em 2021

FRANCK FIFE
·1 minuto de leitura
O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, acredita que a situação vai se normalizar antes de 2021
O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, acredita que a situação vai se normalizar antes de 2021

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, disse em entrevista à AFP que espera que a Eurocopa 2020, adiada para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus, possa ser disputada com o público enchendo os estádios e com seu formato de doze cidades-sede. 

"Pode parecer estranho para nós hoje, mas não será em dezembro ou janeiro. Ainda temos tempo para pensar nisso. Por enquanto, mantemos o mesmo formato e esperamos, e acreditamos, que teremos espectadores nos estádios", disse o dirigente esloveno nessa entrevista, realizada no âmbito da fase final da Liga dos Campeões, em Lisboa.

"Eu sou um otimista por natureza e acho que as coisas vão melhorar no próximo ano e que vamos poder voltar ao futebol normal, ao bom e velho futebol com torcedores".

A Euro-2020 deveria ter sido disputada em junho e julho deste ano, mas em março a Uefa decidiu adiar a competição para junho de 2021 devido à pandemia de COVID-19. As novas datas são 11 de junho a 11 de julho de 2021. 

A maioria dos países europeus não autoriza o retorno dos espectadores aos estádios por enquanto. Na França, o máximo autorizado é limitado a 5.000 pessoas.

"Nem quero falar sobre a ausência de espectadores, ou sobre um número limitado de espectadores", respondeu o presidente da Uefa, afirmando que não tem um plano B.

"Quero ficar otimista, enviar energia positiva e realmente acredito, pessoalmente, que teremos espectadores. Se fosse impossível, conversaríamos nesse momento", acrescentou. "Acredito sinceramente que as coisas vão se normalizar antes do próximo ano, bem antes", disse ele. 

"O mundo não pode parar para sempre por causa desse vírus. Estou esperando uma vacina, espero que mais cedo ou mais tarde", acrescentou. 

as-jed/ama/jde/dr/aam