Presidente da Premier League vai deixar o cargo após polêmica aquisição do Newcastle

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Imagem da fachada do St James' Park, estádio do Newcastle United (AFP/Lindsey PARNABY)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente da Premier League, Gary Hoffman, vai deixar o cargo no final de janeiro devido à reação hostil dos clubes à compra do Newcastle por um fundo de investimento público saudita, anunciou nesta quarta-feira entidade que comanda o Campeonato Inglês.

Hoffman, que está no cargo há apenas 19 meses, foi alvo de várias críticas dos clubes locais após a decisão de autorizar este fundo de investimento, presidido pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed ben Salman, a assumir o controle do Newcastle há um mês.

A liga inglesa afirmou ter recebido garantias legais de que o estado saudita não teria o controle do clube.

Dezoito clubes da primeira divisão, exceto Newcastle e Manchester City, apoiaram uma moção para proibir o projeto por enquanto.

Uma força-tarefa formada por representantes de oito equipes da Premier League está trabalhando em novas regras com o objetivo de evitar que os clubes cheguem a acordos com empresas ligadas a seus proprietários. O texto deve ser apresentado, em princípio, no final de novembro.

"Foi um privilégio liderar a Premier League nas últimas duas temporadas ... Agora decidi que era hora de me aposentar para permitir que novos líderes possam comandar a liga em sua emocionante próxima fase", declarou Hoffman, citado no comunicado da Premier League.

jw/bvo/dep/iga/mcd/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos