Presidente da federação do Haiti é acusado de abusar de jovens jogadoras


Yves Jean-Bart, presidente da federação de futebol do Haiti, recebeu uma grave acusação: a de ter abusado sexualmente de jogadoras das seleções de base do país no centro de treinamento da equipe nacional. A informação do "The Guardian", da Inglaterra, dá conta de que várias fontes ligadas ao local denunciaram a situação que envolve o cartola, desde 2000 na entidade.

- Existe uma senhora que coloca pressão nas jovens para terem sexo com Dadou (apelido de Yves Jean-Bart). Ele vê uma moça que seja atraente e manda a senhora dizer à jovem que ela vai ser expulsa do centro de treinamento. A jovem começa a chorar, e a senhora só diz: "A única forma de resolver isto é tratar com o Dadou". Nesse momento, a moça não tem outra saída que não seja fazer o que ele quer - contou uma fonte anônima, à publicação inglesa.

Os casos teriam ocorrido nos últimos cinco anos, ainda segundo o "Guardian".

Yves Jean-Bart já se manifestou publicamente e negou as acusações.

- A situação é completamente falsa e descabida, é óbvio. Claramente trata-se de uma manobra para desestabilizar a federação e o seu presidente - defendeu-se.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também