Presidente da Federação Francesa é afastado do cargo e vice assume

Noel Le Graet está sendo investigado por assédio sexual (Franck Fife/ AFP)


O Comitê Executivo (Comex) da Federação Francesa de Futebol (FFF) decidiu afastar Noel Le Graet da presidência da entidade, segundo o "L'Équipe". Com isso, Philippe Diallo, vice-presidente da FFF, irá assumir a função principal de forma interina.

- Noël Le Graët, de acordo com o Comitê Executivo da FFF reunido hoje em Paris, optou por retirar-se de suas funções como Presidente da Federação até a comunicação final da auditoria realizada pelo Ministério do Esporte, e aguardando sua análise pelo Comex da FFF - disse uma nota da Federação Francesa.

O Comex é composto por 14 membros e teve sua atenção chamada pela Ministra do Esporte da França, Amélie Oudéa-Castéra, na última terça-feira. O órgão é responsável por dirigir, gerenciar, administrar e supervisionar todas as atividades da Federação Francesa de Futebol e do futebol francês.

Além da decisão sobre Noel Le Graet, o Comitê Executivo validou por unanimidade o contrato firmado entre Didier Deschamps e FFF até 2026. No início da manhã, havia dúvidas sobre o acordo construído pelo agora ex-presidente da Federação Francesa na última semana e sem a consulta do Comex.

POLÊMICAS RECENTES
​Na última semana, Noel Le Graet deu declarações consideradas desrespeitosas por diversas pessoas ligadas ao futebol e ao esporte sobre Zinedine Zidane. Questionado sobre o futuro de um dos maiores ídolos da França após a renovação de contrato de Deschamps, o ex-presidente afirmou que não estava preocupado com a situação do treinador.

Além disso, o ex-mandatário foi acusado de assédio sexual por uma empresária ligada ao futebol feminino na última terça-feira. A situação de Le Graet ficou insustentável e uma reunião foi convocada para definir a situação de um dos maiores dirigentes do futebol francês.