Presidente da CBF quer vender duas aeronaves da entidade

·1 min de leitura
Ednaldo Rodrigues foi eleito como presidente da CBF no fim de março (Foto: Thais Magalhães / CBF)


O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, deseja vender um avião e um helicóptero que pertencem à entidade. A ideia é gerar receita com a venda dos equipamentos, que possuem um custo de R$ 13 milhões por ano para manutenção. A informação é do site 'Ge'.

> Novas camisas de Cruzeiro e Flamengo viram piada nas redes sociais; confira

Para isso, o presidente vai convocar no mês de maio uma assembleia geral para tratar da venda. Isto porque as aeronaves são do patrimônio da CBF e, assim, precisam de aprovação para serem negociadas. Ednaldo Rodrigues espera vender os equipamentos por R$ 50 milhões.

- Esse valor tem que ser revertido para estrutura, campos, centros de treinamento, iluminação, melhora nos gramados. A CBF não precisa de aviões - revelou o presidente da entidade.

Vale lembrar que Rogério Caboclo, ex-presidente da CBF, havia feito negócios com as aeronaves da entidade. No ano passado, quando estava sob acusação de assédio moral e sexual de uma funcionária, Caboclo vendeu um avião por R$ 32 milhões e comprou um novo por R$ 72 milhões, usando R$ 40 milhões do caixa da confederação. Quando Caboclo foi afastado do cargo, as negociações foram canceladas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos