Presidente da CBF prometeu demissão de Tite ao Governo Federal, crava jornalista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Incomodados com a utilização da Seleção Brasileira enquanto ferramenta política e contrários à realização da Copa América no Brasil, jogadores e comissão técnica da Canarinho podem acabar testemunhando, na próxima semana, uma mudança radical de curso nos bastidores do futebol nacional, inimaginável para os dias atuais: de acordo com a apuração do jornalista André Rizek (Globo/SporTV), o atual presidente da CBF, Rogério Caboclo, prometeu ao Governo Federal a demissão de Tite após o compromisso contra o Paraguai pelas Eliminatórias.

A fonte citada revela que o mandatário da maior entidade do futebol brasileiro garantiu ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que Tite será substituído por Renato Gaúcho, um declarado apoiador e entusiasta do governo atual. O ex-comandante do Grêmio ficaria responsável por convocar uma "nova seleção" para a disputa da Copa América, sem os jogadores da atual convocação, grupo que surpreendeu a todos ao se posicionar de forma taxativa contra a realização do torneio.

Renato Gaúcho pode se tornar o sucessor de Tite na Seleção | Silvio Avila/Getty Images
Renato Gaúcho pode se tornar o sucessor de Tite na Seleção | Silvio Avila/Getty Images

Uma situação que não está clara, no entanto, é o destino do próprio presidente da CBF: formalmente acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária da entidade, Rogério Caboclo está isolado nos bastidores da mesma. A grande maioria dos dirigentes da CBF quer o afastamento imediato do mandatário, que pode ter sua saída formalizada antes mesmo da terça-feira (8), quando a Canarinho visita o Paraguai pela 8ª rodada das Eliminatórias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos