Presidente da CBF nega contato com Guardiola e confirma dois amistosos para a Seleção Brasileira

·1 min de leitura
Pep Guardiola não é nome cotado na Seleção Brasileira (Foto: JORGE BERNAL / AFP)


O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues afirmou em entrevista ao "UOL" que não entrou em contato com Pep Guardiola para assumir o comando da Seleção Brasileira após a saída de Tite, que acontecerá ao fim da Copa do Mundo.

- A gente reconhece no Guardiola um vencedor, uma pessoa que dispensa qualquer tipo de apresentação. Mas não houve da parte da CBF, do presidente, e tampouco autorizei alguém a falar da minha parte, qualquer situação de buscar Guardiola para ser treinador da Seleção. Em tempo algum isso aconteceu.

> Veja os grupos da Copa do Mundo

Além de negar a chegada de Guardiola, Rodrigues confirmou dois amistosos da Seleção Brasileira como parte da preparação para a Copa do Mundo contra Japão e Coreia do Sul.

- Da última vez que conversei, ele (Juninho Paulista) informou que tem dois jogos certos, o do Japão e o da Coreia. O jogo da Argentina está indefinido. A Argentina joga no dia 1º (de junho). Mas ela poderia jogar no dia 4 contra o Brasil, na Espanha. Na reunião que tivemos na Europa, o presidente da Federação Espanhola colocou tudo à disposição para ficarmos lá. Mas a Pitch (empresa que negocia os amistosos da Seleção) não está conseguindo inverter o nosso jogo e fazer a partida contra a Argentina no dia 4.

Na Copa do Mundo, o Brasil está no mesmo grupo que Suíça, Sérvia e Camarões. A equipe de Tite irá fazer sua estreia no Mundial do Qatar no dia 24 de novembro e luta para conquistar o sonhado hexacampeonato após o penta de 2002.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos