Presidente da CBB participa de curso da Federação Internacional

Guy Peixoto assumiu a presidência da CBB em março deste ano Giovanni Kleinübing/CBB

O presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Guy Peixoto Jr, embarcou neste domingo, com destino a Suíça, para participar do Workshop organizado pela Federação Internacional (FIBA). O evento será realizado a partir desta segunda-feira até quarta-feira, na cidade de Mainz.

- Vamos fazer apresentações e reuniões com integrantes da FIBA e demais presentes, mostrando o que fizemos nestes primeiros 40 dias de gestão, das iniciativas que já que tomamos para iniciar a recuperação financeira da entidade, além do trabalho para trazer de volta a credibilidade da Confederação Brasileira - explica Guy, que completou:

- Iremos expor também, tudo o que planejamos para o refortalecimento do basquete local, não só, com relação aos selecionados nacionais, mas também sobre o Basquete 3x3, Mini Basquete e apoio as federações estaduais, para que ocorra um fomento ainda maior da modalidade em todas as regiões do País.

Desde que assumiu a presidência, Guy fez algumas alterações na entidade, como a contratação de um empresa com reconhecimento nacional e internacional para fazer a auditoria dos últimos oito anos.

- É de fundamental importância realizar esta auditoria na Confederação Brasileira, analisando tudo o que foi feito pela gestão que nos antecedeu, já que a marca da nossa administração está sendo pautada pela Transparência.

No que diz respeito à parte financeira, o presidente tomou algumas medidas para reduzir os gastos da entidade: devolução de duas salas na sede da CBB que vinham sendo sub-utilizadas; devolução do apartamento funcional utilizado pelo presidente anterior; cancelamento dos celulares corporativos; eliminação dos gastos do dia-a-dia do presidente, incluindo viagens, alimentação e outros gastos de representação, custos alocados diretamente à Confederação nos últimos anos.

- Com estas quatro medidas a CBB terá uma economia anual de cerca de R$ 2 milhões, o que nos quatro anos de nossa gestão, trará uma economia de R$ 8 milhões - afirma o presidente.











E MAIS: