Presidente da AFA diz que aguarda decisão da Fifa e se diz frustrado por suspensão de Brasil e Argentina

·1 minuto de leitura


O presidente da Associação de Futebol Argentina (AFA) se manifestou sobre a suspensão do confronto entre Brasil e os albicelestes neste domingo (5), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Por meio das suas redes sociais, o dirigente se disse frustrado com o fato do duelo ser interrompido pela entrada de agentes da Anvisa e da Polícia Federal.

- Como presidente da AFA, lamento muito a suspensão do que devia ser uma festa para o futebol sul-americano. Sempre nos guiamos pela legislação sanitária vigente na Conmebol. Estamos à espera da resolução do Tribunal de Disciplina da Fifa - disse.

A paralisação aconteceu porque o goleiro Emiliano Martinez, o meia Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero (além de Buendía, que não foi relacionado) não poderiam circular no Brasil antes de um período de 14 dias desde a saída do país de origem.


O protocolo de Covid-19 teve aval de todos países que participam das competições da Conmebol, caso da Libertadores, Copa Sul-Americana e Eliminatórias da Copa do Mundo.

Foi a considerado que os atletas feriam a portaria nº 655, de 23 de junho de 2021. Entre as regras para a entrada de estrangeiros no Brasil durante a pandemia de Covid-19, há o destaque para:

"§ 7º O viajante que se enquadre no disposto no art. 3º, com origem ou histórico de passagem pelo Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, pela República da África do Sul e pela República da Índia nos últimos quatorze dias, ao ingressar no território brasileiro, deverá permanecer em quarentena por quatorze dias".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos