Presidente do Cruzeiro se pronuncia sobre suposta venda antecipada de Orejuela ao Grêmio

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Emprestado ao Grêmio pelo Cruzeiro até dezembro deste ano, o lateral Orejuela está nos planos do clube gaúcho para a reta final da temporada 2020 e para os próximos anos, mas sua manutenção pelo Tricolor não será tão simples como noticiado pelo Super Esportes nas primeiras horas do dia. Ao menos é o que garante o presidente da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues.

Como destaca o UOL Esportes, o mandatário celeste veio a público na manhã desta terça-feira (20) para atualizar as informações envolvendo o colombiano, negando que o clube mineiro tenha sido procurado para negociar a venda antecipada de Orejuela por um valor mais baixo e em menos parcelas: "Nação Azul, acompanhei aqui a notícia sobre o Orejuela: Isso não procede. E confirmei com um executivo do Grêmio que também não procede pelo lado deles", postou em uma rede social.

Internacional v Gremio - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Alexandre Schneider/Getty Images
Internacional v Gremio - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Alexandre Schneider/Getty Images

O UOL Esportes apurou que um intermediário procurou as duas partes, sem consentimento do clube mineiro, para abrir as tratativas envolvendo o atleta. Neste momento, a oferta de 1,8 milhão de euros (R$ 12 milhões na cotação atual) por 50% dos direitos econômicos, em 24 parcelas, teria sido apresentada. O Cruzeiro descarta qualquer possibilidade de negociar Orejuela nestas condições, mesmo enfrentando problemas financeiros graves.

Por ora, portanto, está mantido o que foi firmado no contrato de empréstimo: prioridade de compra ao Grêmio até o dia 31 de dezembro de 2020, com valor estipulado em 3,5 milhões de euros (R$ 23 milhões no câmbio do dia) em 24 vezes, por 50% dos direitos do lateral.