Presidente do Cruzeiro promete reforços em 2021, mas quer reduzir custos do futebol no clube

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, já está pensando em 2021 com os “pés no chão”, ainda mais com a grande possibilidade da Raposa não conseguir o acesso à Série A, o que geraria uma redução de receitas para o clube.

Com esse cenário, Sérgio tem como meta reduzir custos com o futebol para conseguir manter o Cruzeiro funcionando sem “sufoco”. Entretanto, o dirigente afirmou que não vai deixar de buscar reforços, mesmo com uma base já formatada e tendo Felipão comandando o time.

O presidente disse que pensa em contratar mais cinco jogadores para reforçar o elenco.

-O primeiro passo que o Cruzeiro tem que dar é enxugar. Já citei vários exemplos de ter times bons sem ser caros. Já temos em mente a espinha dorsal do time. Meu planejamento, do Felipão, é que temos cinco reforços que a gente acha que pretende buscar. O que vai variar? Se for para a Série A, que tem orçamento maior, esses reforços podem ser de um quilate maior-disse em entrevista ao GE.

CONFIRA A TABELA DA SÉRIE B ATUALIZADA

Mesmo não descartando o acesso, apesar das chances remotas, Sérgio Santos Rodrigues disse que as contratações serão feitas de forma que não crie aumento de despesas ao clube.

-Se for orçamento reduzido, serão as mesmas posições, só que de uma forma menor. E, de qualquer forma, a folha do futebol, o gasto anual com futebol, a nossa é ideia que seja reduzido de qualquer forma. A nossa grande competência vai ter que ser essa- explicou.

O Cruzeiro tentará “ajudar” o seu presidente na administração das finanças na terça-feira, 29 de dezembro, no Mineirão, quando encara o Cuiabá, pela 32ª rodada. A Raposa precisa vencer todos os seus compromissos para ainda ter possibilidade de acesso e conseguir um aumento de receitas com o retorno à elite.