Presidente do Cruzeiro fala sobre rumor de venda do clube, mas nega que houve contato com fundo árabe

·2 min de leitura

Além da crise financeira e sem perspectivas a curto prazo no Cruzeiro, o assunto que mexeu com o torcedor celeste foi o rumor que o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, comprador do Newcastle, da Inglaterra, teria interesse em um clube sul-americano, aparecendo o nome da Raposa como um dos possíveis alvos do bilionário. que gere o Fundo Público de Investimento do país árabe. 

Em entrevista a Rádio Super FM 91,7, de BH, o presidente Sérgio Santos Rodrigues explicou que suas viagens pela Europa e até no Oriente Médio, tem sido para apresentar a possíveis interessados na Raposa quando ela estiver sendo convertida na SAF (Sociedade Anônima do Futebol). Sérgio evitou ligar o rumor de haver alguma possibilidade de negócios entre o Cruzeiro e o Fundo Público de Investimento saudita. 

Leia também:

- A questão da Arábia é que a gente acaba fazendo muitos contatos. É o que eu falei e repito. O dinheiro não vem até nós, nós temos que ir atrás do dinheiro. Embora eu tenho sido objeto de muita crítica, ninguém me perguntou efetivamente 'pô, você, nessa viagem fora, o que fez?'. Primeiro que eu não fui com dinheiro do Cruzeiro. Uma eu fui com meu dinheiro e a outra eu fui convidado para participar do evento. E é óbvio que a gente aproveita essa oportunidade para estar com gente do mundo inteiro-disse Sérgio.

Todavia, o presidente cruzeirense afirmou que não pode revelar com quem fez contato para apresentar o clube como potencial bom negócio.

- Agora a gente não pode revelar nomes, já assinamos alguns NDAs (Non-disclosure agreement, 'acordo de não divulgação') sobre dados, sobre números, sobre quem nós estamos conversando, mas pode ter certeza que nós aproveitamos essas viagens que foram muito criticadas, a torcida vai aplaudir porque nelas foram feitas muitos contatos bons e temos certeza que isso vai dar certo- completou o dirigente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos