Presidente do Conselho Deliberativo do Bahia descarta impeachment de Guilherme Bellintani

·1 min de leitura


Os próximos dias serão decisivos na vida do Bahia, que precisa colocar a casa em ordem para a disputa da Série B em 2022.

+ Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

Apesar da chateação da torcida com a gestão de Guilherme Bellintani, o Conselho Deliberativo do Esquadrão de Aço descarta retirar o presidente do cargo.

- Não existe possibilidade de impeachment. A possibilidade que o estatuto traz é de gestão temerária, o que não existe. Todos os poderes do clube, Conselho Fiscal, Conselho Deliberativo, as contas todas, em que pese a dificuldade financeira que o Bahia passa, não existe nenhum indício, nada. Não tem nenhum requerimento em minha mesa, nenhuma representação sobre gestão temerária. Não podemos confundir a insatisfação com os resultados, que a própria diretoria executiva admitiu. Todo torcedor o Bahia admite. Não foi o resultado que queríamos. Hoje não existe a mínima possibilidade sobre esse tema - afirmou Leonardo Martinez ao repórter Sérgio Pinheiro.

Responsabilidade

Vale citar que ao ser confirmado o rebaixamento do Bahia, na última rodada do Brasileirão, Guilherme Bellintani concedeu uma coletiva de imprensa e assumiu a responsabilidade pela queda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos