Presidente do COI, Thomas Bach, pede "paciência" antes de decisão sobre Jogos de Tóquio

·1 minuto de leitura
O presidente do COI, Thomas Bach, disse que não "perderia tempo ou energia" com especulações de que as Olimpíadas de Tóquio serão canceladas

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, pediu "paciência" diante das dúvidas sobre os Jogos de Tóquio marcados para julho e agosto, ameaçados pela pandemia de covid-19.

"A mensagem principal é que apenas pedimos paciência e compreensão. Acho que é muito cedo para decidir qualquer outra coisa", disse Bach após uma reunião do Comitê Executivo do COI nesta quarta-feira.

Os Jogos de Tóquio estavam programados originalmente para o verão (boreal) de 2020, mas a pandemia forçou o COI a adiá-los por um ano em uma decisão sem precedentes em tempos de paz.

O COI e os organizadores de Tóquio-2020 reagendaram o evento olímpico para ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto deste ano.

Mas diversos meios de comunicação publicaram que os Jogos não poderão ser disputados, algo que Bach voltou a desmentir.

"Não vamos perder tempo nem energia em especulações... sobre se os Jogos serão realizados ou não", disse o presidente do COI.

"Estamos trabalhando na organização dos Jogos", acrescentou.

lp/gj/mcd/dr/aam