Presidente do Barcelona diz que deveria ter demitido Koeman antes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Presidente do Barcelona, Joan Laporta, e treinador interino Sergi Barjuan
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O Barcelona deveria ter demitido o técnico Ronald Koeman antes da derrota de 1 x 0 para o Rayo Vallecano pela liga espanhola na quarta-feira, disse o presidente do clube, Joan Laporta, nesta sexta.

O holandês foi demitido depois que o Barça sofreu sua segunda derrota consecutiva na liga espanhola, depois de ter também perdido para o Real Madrid, em casa, por 2 x 1, no clássico de sábado.

"Olhando para a situação no dia de hoje, provavelmente teria sido a melhor decisão (encerrar o contrato de Koeman antes)", disse Laporta em uma coletiva de imprensa para apresentar Sergi Barjuan como técnico interino.

"Agora é fácil dizer isso, mas houve circunstâncias que nos levaram a esperar. Achávamos que Koeman precisava de mais tempo. Assumo a responsabilidade total, mas a situação chegou a um ponto que era insustentável".

Laporta indicou que as conversas com Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona que atualmente treina o time catari Al Sadd, estão avançadas, mas que ainda não houve acordo.

"Ele é um amigo, e sempre achei que um dia Xavi seria técnico do Barcelona. É uma prioridade em sua vida. Se chegarmos a um acordo, ele terá nosso apoio total", disse.

O Barcelona está na nona colocação da liga espanhola com 15 pontos de 10 jogos, nove pontos atrás da líder Real Sociedad e seis atrás do segundo colocado Real Madrid, e recebe o Alavés no sábado.

(Por Fernando Kallas, em Madri)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos