Presidente do Barça exige mesmo tratamento judicial a CR7 e Messi

Josep Maria Bartomeu segue com sua série de entrevistas com a ideia de evitar a coletiva de imprensa sobre a atual temporada. A última foi no El Rondo, da TVE Catalunha, na qual pediu tratamento judicial igual a Messi e Cristiano Ronaldo.

"Peço que todo mundo seja igual perante a lei. Vejo que não é assim e, por isso, eu o peço", declarou.

O craque argentino sentou no banco dos réus por suposto crime fiscal contra a Fazenda da Espanha. A situação do craque do Real Madrid é idêntica. O português é réu de um processo do governo espanhol.

O mandatário também contradisse as últimas declarações do secretário técnico do clube, Robert Fernández. "Não fechamos tudo o que queríamos, desejávamos dois jogadores a mais". Porém, para o presidente, a situação é distinta: "Contratamos todos que queríamos", disse o mandatário, falando sobre o futuro do cartola: "Ninguém pode assegurar onde estará no próximo ano, nem eu. O futebol é um mundo em que não se sabe nada".

GettyImages-521929046 neymar barcelona

(Foto: Getty Images)

Bartomeu explicou que "não há nada previsto no capítulo de contratações do mercado de inverno" e falou sobre o caso Neymar: "Não estou chateado com ele. Cada um mira seus interesses e ele nos pediu um dinheiro que não queremos pagar".