Presidente do Bahia nega querer 'perdão' de dívidas sobre o Profut

Futebol Latino
LANCE!


Segundo informação que circulou na última sexta-feira (24), um pedido da Comissão Nacional dos Clubes (CNC) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se transformou em um projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados.

Nele, a proposta de destaque seria a do congelamento das parcelas do Profut, o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro, pelos próximos 12 meses para diminuir o impacto financeiro da pandemia do novo coronavírus.

Além da ideia inicial, o projeto que conta com 11 pontos de reivindicação também solicita que o dinheiro geralmente arrecadado com o sistema lotérico Timemania para quitação da dívida com o Profut seja diretamente repassado para as equipes.

Em palavras ditas ao 'Blog do PVC' no portal 'Globo Esporte', o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, garante que essa solicitação não caminha para nenhum tipo de perdão das dívidas com a solicitação:

- Estamos falando de carência nos prazos de pagamento, não de perdão. Ninguém no futebol quer perdão das dívidas.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também