Presidente do Atlético Nacional nega ter acordo com o Santos por dívida da contratação de zagueiro

LANCE!
·1 minuto de leitura


Poucas dias antes de deixar o posto de presidente do Santos, Orlando Rollo anunciou ter um "acordo alinhado" com o Atlético Nacional pela dívida em relação à contratação do zagueiro Felipe Aguilar, ex-Atlético Nacional-COL e atualmente no Athletico-PR. No entanto, em conversa com a Gazeta Esportiva, o presidente do time colombiano negou a existência de acerto.

O caso diz respeito à dívida que o Alvinegro possui com o Atlético Nacional pela contratação do zagueiro Felipe Aguilar em janeiro de 2019. O valor da negociação foi estipulado em 2,2 milhões de dólares (por volta de R$ 11,4 milhões na cotação atual), porém o Santos só pagou metade da quantia.

As parcelas atrasadas renderam ao Time da Vila Belmiro um débito de R$ 4 milhões e uma punição na Fifa, que impede que o clube registre novos jogadores desde outubro de 2020.

Segundo Rollo, a negociação está encaminhada para Andrés Rueda, que assume a presidência santista após a virada do ano. No entanto, em entrevista ao jornal Gazeta Esportiva, o presidente do Atlético Nacional, Juan David Pérez, negou qualquer tipo de acordo com o clube paulista.

- Não há nada. Se tivesse alguma coisa, diríamos, faríamos festa. Esse tipo de coisa não se esconde. Mas não há nada - declarou o dirigente na entrevista.

Orlando Rollo também confirmou um acordo com o Huachipato-CHI por conta das dividas pela contratação do meia venezuelano Yeferson Soteldo, outro imbróglio que resultou na punição por parte da Fifa. O Santos ainda deve 3,5 milhões de dólares (aproximadamente R$ 18,1 milhões) ao clube chileno. As negociações não foram concluídas e podem trazer mais problemas ao Peixe em 2021.