Presidenciável do São Paulo abre negociação com Miranda

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Miranda pouco antes de deixar a China, rumo ao Brasil, de férias (Getty Images)
Miranda pouco antes de deixar a China, rumo ao Brasil, de férias (Getty Images)

A eleição para a presidência do São Paulo começa a se definir neste sábado com a escolha de cem conselheiros, que vão se juntar a outros 150 vitalícios para apontar Julio Casares ou Roberto Natel. Enquanto aguarda pelo resultado das urnas, porém, Casares já começa a trabalhar nos bastidores.

O Blog apurou que ele conversou recentemente por pelo menos duas vezes com Miranda, zagueiro cujo contrato com o Jiangsu Suning, da China, termina em junho de 2021. Os contatos ocorreram por telefone e serviram para MIranda saber que o Tricolor conta com ele na próxima temporada.

Casares chegou a ler que Miranda cogitava encerrar sua carreira no Coritiba, onde o defensor se tornou conhecido no futebol. Em uma das conversas, o presidenciável afirmou que não se importa que Miranda pendure as chuteiras no Coxa, mas quer vê-lo no Morumbi antes.

A intenção de Casares, inclusive, é ter Miranda já em março, quando o período de inscrições em território brasileiro reabre. Porém, o próprio Miranda já deixou claro que essa hipótese praticamente inexiste. Até porque os chineses do Suning gostariam de estender o contrato, e não liberá-lo de forma antecipada.

Em contato com o Blog, o próprio Miranda já havia assegurado que vai voltar ao Brasil em 2021. Ao longo deste ano, ele ficou cinco meses longe da família, por causa da pandemia do Coronavírus.