Preparadores valorizam papel do goleiro no sistema tático dos times

A posição de goleiro é constantemente tratada de forma diferente das demais, já que é o único atleta que pode colocar a mão na bola, além de usar uniforme de outra cor. Porém, com a evolução do futebol, os arqueiros estão cada vez mais integrados ao restante de seus companheiros em campo.

Em evento especialmente feito para goleiros, realizado no clube Banespa, os preparadores Wagner Miranda, Haroldo Lamounier, do São Paulo, e Thiago Mehl, do Bahia, falaram sobre as novas funções feitas pelos arqueiros. Entre elas, a introdução da posição nos sistemas táticos dos treinadores.

“Hoje, os nossos técnicos não usam mais o esquema 4-4-2, por exemplo, para citar um esquema mais simples. Eles usam 1-4-4-2. Porque atualmente o goleiro está inserido no esquema tático montado”, explica Wagner, que trabalhou, entre outros clubes, no Flamengo.

Para muitos, a inspiração desta nova características dos goleiros é o alemão Manuel Neuer, que vem se destacando nos últimos anos, tanto pelo Bayern como pela seleção de seu país, por sua habilidade atuando com os pés, qualidade que ficou clara durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Sobre os trabalhos específicos feitos para os atletas da posição, Mehl crê que, por ser menos exigido fisicamente, os goleiros podem treinar com mais intensidade nos dias pós-jogo, principalmente por conta do calendário apertado do futebol nacional.

“O dia do pós-jogo eu tenho trabalhado bastante, já que o desgaste físico não é tão grande. Estou tentando englobar todas as situações de jogo possível, com espaço curto que nós temos. Até porque na véspera do jogo não podemos forçar tanto, para não levar o atleta cansado para o jogo”, analisou o preparador do Tricolor baiano.

Outra diferença dos goleiros é o uso das luvas. E os preparadores garantem que os jogadores têm um cuidado muito grande com um de seus instrumentos de trabalho. “Os goleiros com os quais eu trabalhei sempre cuidaram da luva, levam para casa, lavam, não dão para o roupeiro”, contou Lamounier.

O dia do goleiro é comemorado em 26 de abril por se tratar da data de nascimento de Manga, um dos grandes arqueiros da história do futebol brasileiro, com passagens de destaque por Botafogo, Internacional e Seleção, entre outras equipes.

*Especial para a Gazeta Esportiva