Preparador de goleiros, Milton Nienov finaliza 2022 com ‘tríplice coroa’ na Tanzânia: 'Ano fantástico'

Milton Nienov falou sobre seu momento no futebol da Tanzânia (Divulgação)


Já são mais de dez anos no futebol africano e um feito importante no currículo: trabalhar nas duas maiores equipes da Tanzânia. Preparador de goleiros do Young Africans, Milton Nienov chegou ao clube após passar pelo Simba SC em 2021. Juntos, os dois times formam a principal rivalidade do país.

+ MERCADO DA BOLA - Acompanhe as movimentações dos clubes nesta janela de transferências

O brasileiro foi contratado pelo “Yanga” em janeiro deste ano. Assim como foi no maior rival, Milton Nienov se sagrou campeão da liga e da Copa da Tanzânia com o Young Africans, onde também conquistou a Supercopa. De férias no Brasil, o profissional celebra a “tríplice coroa” nacional.

- Foi gratificante receber essa oportunidade no Yanga, ter o nosso trabalho reconhecido. Tivemos um ano fantástico, onde o clube conquistou a liga nacional após quatro anos, a copa e a supercopa do país. Muito feliz pelo que construímos até aqui - contou o profissional, de 54 anos, natural de Palmitos (SC).

Milton Nienov chegou na África em 2009, contratado pelo Free State Stars, da África do Sul. Ele ficou 12 anos no país, onde também atuou como auxiliar e diretor técnico. Desde 2021 na Tanzânia, o preparador de goleiros valoriza a relação do povo local com o futebol.

- Eu não conhecia muito sobre a Tanzânia, então fiquei surpreso com a dimensão que o futebol tem no país. Tanto o Simba quanto o Yanga são clubes de massa, acostumados a disputar torneios continentais, e a rivalidade entre eles é muito grande. Tem sido uma experiência enriquecedora, tanto no aspecto pessoal quanto no profissional - concluiu Milton Nienov, que no Brasil trabalhou em clubes como Figueirense, Sport e Vasco.

Vale destacar que o futebol da Tanzânia segue o calendário das principais ligas da Europa. A temporada 2022/23 está em curso no momento, mas terá uma pausa na virada do ano. Com isso, o Young Africans só volta a atuar pela liga nacional no final de janeiro.