Preparador de goleiros deixa Palmeiras após quase seis anos

William Correia
LANCE!


Em meio à paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus, o Palmeiras tem uma segunda troca em sua comissão técnica neste período sem jogos. O preparador de goleiros Oscar Rodriguez deixou o clube nesta terça-feira e a diretoria tenta encontrar um substituto nos próximos dias.

Oscar Rodriguez estava no Palmeiras desde setembro de 2014. Participou dos treinamentos diários para Fernando Prass ser destaque na conquista da Copa do Brasil de 2015, para Jailson chamar atenção no título brasileiro de 2016 e no desempenho positivo de Weverton no time campeão nacional em 2018.

No final de março, duas semanas depois da interrupção do futebol brasileiro, o analista de desempenho Gustavo Nicoline deixou o Verdão depois mais de cinco anos. O profissional aceitou proposta para ir ao Atlético-MG, clube em que passou a trabalhar o diretor de futebol Alexandre Mattos.

Na comissão técnica do elenco principal, ainda com Oscar Rodriguez, já tinha outro preparador de goleiros: Thales Damasceno, promovido após trabalhar nas categorias de base do clube. A princípio, se o Palmeiras não contratar outro profissional para a função quando os treinos presenciais forem retomados, caberá a Thales realizar o trabalho com Weverton, Jailson e Vinicius Silvestre.

O Palmeiras interrompeu, por tempo indeterminado, os trabalhos na Academia de Futebol desde 16 de março, quando foi confirmado que todos os torneios que o clube disputa foram paralisados. O elenco cumpriu férias coletivas em abril e, desde o mês passado, realiza trabalhos físicos assistidos à distância pela comissão técnica. Por enquanto, não há prazo para retomada tanto dos treinamentos presenciais quanto das partidas oficiais.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também