Preparador de goleiros do Botafogo elogia profissionalismo dos atletas


A a paralisação do futebol mundial em razão da pandemia do novo coronavírus tem gerado impactos em todas as áreas ligadas ao esporte. No Botafogo, o treinador de goleiros do clube, Flavio Tenius, elogiou o profissionalismo de Gatito Fernandez, Diego Cavalieri, Saulo e Diego Loureiro, os quatro atletas do elenco para a posição.

- No início da paralisação, eu passei uma série de atividades para eles fazerem em casa, trabalhos de força de pernas e braços, core e alguns treinos de agilidade. Claro que sempre orientando para que eles façam tudo com muita segurança e com prudência. Quando der, podem fazer uma corrida, uma pedalada. Claro que sendo bem seguro e seguindo as orientações protocolares. Eles são muito profissionais e estão se cuidando - elogiou o preparador.

Um dos maiores prejuízos para os goleiros é a falta do trabalho de campo. Tenius tem mantido o contato com os atletas para passar as orientações e exercícios possíveis de serem seguidos em casa.

- O campo para o treinamento sempre faz falta, mas não tem jeito, o importante é cumprir as orientações e pensar na saúde de todos. Tenho falado com eles, estão junto da família, bem física e mentalmente.

O ineditismo da situação gera preocupação no clube. O preparador de goleiros lembrou que a prioridade deve ser a saúde de todos os atletas e funcionários para que volta à rotina seja feita de forma tranquila.

- Infelizmente, o problema é grave, sério, uma desgraça mundial, uma pandemia. O mundo vive uma fase gravíssima, com muitas mortes, muito triste. Ainda vai durar algum tempo. Mas o importante são as vidas. As pessoas têm que ver que isso é muito sério. Vamos esperar as definições do futebol brasileiro, mas, como disse, o importante são vidas. Quando acontecem essas coisas, serve para pensarmos uns nos outros, é hora de pensarmos no coletivo - completou Tenius.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também