De pedreiro na Austrália à Premier League: francês consegue testes no Newcastle e pode repetir história de filme

Josué Seixas
·3 minuto de leitura
Com trabalho e futebol paralisados pelo coronavírus, Indalecio resolveu entrar em contato com um velho conhecido e pedir ajuda
Com trabalho e futebol paralisados pelo coronavírus, Indalecio resolveu entrar em contato com um velho conhecido e pedir ajuda

Por Eduardo Vieira (@ALeagueBR) e Josué Seixas (@josue_seixas)

Um jovem talentoso tem a chance de realizar seu grande sonho de jogar como profissional quando consegue um teste no clube inglês Newcastle United. À primeira vista, o enredo lembra o filme "Gol! O sonho impossível!”, lançado em 2006. Só que essa é a história real do francês Florent Indalecio, de 23 anos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Assim como o personagem Santiago Muñez, interpretado no filme pelo ator Kuno Becker, Indalecio já estava desiludido do futebol e trabalhava como pedreiro em Sydney, na Austrália, enquanto atuava pelo Fraser Park FC, time semiprofissional da cidade, até que a pandemia mudou seus planos.

Com trabalho e futebol paralisados pelo coronavírus, Indalecio resolveu entrar em contato com um velho conhecido e pedir ajuda. O amigo era Allan Saint-Maximin, companheiro dos tempos de categorias de base no Saint-Etienne e principal jogador do Newcastle. Ele conseguiu para Indalecio um período de testes de duas semanas no clube.

Leia também:

Os treinos começaram com o elenco sub-23, onde Indalecio jogou bem e conseguiu alongar o período de testes. A história é contada pelo capitão do Fraser Park e amigo de Indalecio, Alexis Wenzel.

“Nós nos ligamos quase todas as semanas. Numa dessas ligações, ele me contou que ia fazer testes com o sub-23. Quando soubemos que o teste seria estendido por mais duas semanas, ou seja, quatro semanas no total, ficamos todos muito felizes por ele”, disse Wenzel ao Yahoo! Esportes.

O talento nunca foi um problema para o meia-atacante, mas o temperamento rebelde o fez ser expulso da academia do Saint-Etienne, aos 15 anos.

Indalecio havia quase desistido do futebol quando se mudou para Sydney no ano passado, depois de uma sucessão de períodos negativos e lesões em clubes da França e dos Estados Unidos.

“Nós estávamos procurando um camisa 10. Conheci o Indalecio através do meu irmão e o trouxe para um amistoso. Deu para ver a qualidade dele imediatamente”, afirma o capitão.

Wenzel relembra ainda a jornada de 12 horas por dia de Indalecio em um canteiro de obras antes de começar a treinar.

O francês jogou apenas dois jogos pelo Fraser Park antes de a pandemia paralisar a temporada da National Premier League 4
O francês jogou apenas dois jogos pelo Fraser Park antes de a pandemia paralisar a temporada da National Premier League 4

"É engraçado porque a cada treino que ele me dizia: 'Minhas costas estão doendo muito’. Mas quando a bola rolava e nós olhávamos para ele, parecia tudo muito fácil”.

O francês jogou apenas dois jogos pelo Fraser Park antes de a pandemia paralisar a temporada da National Premier League 4, divisão em que o clube está.

“Conversei com ele após os teste e ele me disse que não tem nenhum arrependimento pois deu tudo de si. Ele treinou em ritmo acelerado durante as quatro semanas. Vi os seus melhores momentos e, na minha opinião, ele foi incrível", finaliza o zagueiro do Fraser Park.

O período de testes de Indalecio se encerrou esta semana e, mesmo que não seja contratado em definitivo, a experiência já rendeu resultados para o francês. Clubes de divisões inferiores na Inglaterra demonstraram interesse em contar com seu futebol, caso o Newcastle desperdice a oportunidade.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos