Premier League faz novas mudanças no calendário devido à covid-19

·2 minuto de leitura
Quarenta casos positivos de coronavírus foram detectados na última rodada semanal de testes da Premier League

O Aston Villa, com vários casos de covid-19 no seu elenco e em sua comissão técnica, conseguiu nesta segunda-feira o adiamento do seu jogo contra o Tottenham, marcado para quarta-feira, dia 18, anunciou a Premier League.

"Seguindo o pedido do Aston Villa de reagendar o jogo (contra o Tottenham) e devido ao número de jogadores e membros da equipe técnica que testaram positivo para covid-19 ou colocados em quarentena pelo clube, a Premier League não tem outra escolha a não ser adiar o jogo", disse o comunicado.

Neste fim de semana, para sua partida dos 32-avos de final da Copa da Inglaterra contra o Liverpool, perdida por 4 a 1, o Villa teve que enviar sua equipe reserva formada por jogadores jovens, já que nove jogadores e cinco membros da equipe técnica haviam sido infectados.

"A (Premier) League continuará a trabalhar com o Aston Villa em medidas que permitirão que a temporada seja retomada em total segurança e pelo maior tempo possível", acrescentou a entidade.

Esse adiamento complicará ainda mais uma programação já bastante alterada.

Antes deste adiamento, o campeonato inglês já contava com oito jogos atrasados: dois da primeira rodada, que deve ser disputada paralelamente à 18ª, que acontece de 12 a 21 de janeiro, sendo a 19ª rodada entre 15 e 18 de janeiro, e seis devido ao ressurgimento da epidemia de covid na Grã-Bretanha.

A Premier League já decidiu que o Tottenham, ainda em disputa nas duas copas nacionais e na Liga Europa, vai enfrentar o Fulham na quarta-feira, uma partida que estava originalmente marcada para 30 de dezembro, mas foi adiada devido ao fato do Fulham ter vários casos de covid.

Portanto, a partida Fulham-Chelsea, marcada para 15 de janeiro, na 19ª rodada, será adiada para o dia 16, disse a Premier.

O jogo entre Aston Villa e Everton, de 16 de janeiro, foi adiado para 17 de janeiro.

A Premier League e os 20 clubes que a integram optaram recentemente por um teste duas vezes por semana, devido à multiplicação de casos no futebol inglês, enquanto os protocolos anti-covid em clubes e em torno dos jogos têm sido reforçado.

hap/smr/psr/aam