Premier League aprova extensão de contratos e Willian ganha sobrevida no Chelsea

Goal.com

Os clubes da Premier League aprovaram de forma unânime a extensão de contratos para aqueles jogadores que teríam o vínculo encerrado no dia 30 de junho. A ideia é que nenhum clube seja prejudicado com a perda de jogadores durante paralisação do futebol no país.

O governo do Reino Unido indicou que os esportes poderão voltar a serem disputados a partir do dia 1 de junho. Seria impossível terminar o Campeonato Inglês em apenas um mês. Por isso, os clubes poderão prolongar o contrato dos jogadores até o final da atual temporada, seja lá em qual data for.

Richard Masters, chefe executivo da Premier League, afirmou que "as duas partes devem chegar a um acordo". Ou seja, não é uma renovação automática que os jogadores deverão acatar. Os clubes terão até 23 de junho para negociar com tais atletas.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Um dos principais afetados com esta medida é Willian, do Chelsea. O jogador não deve permanecer nos Blues para a próxima temporada, mas com esta nova medida, poderá terminar sua última temporada em Londres, embora o prefeito da cidade afirme que é cedo para falar na volta do esporte.

O brasileiro foi veiculado como possível reforço da Juventus para a próxima temporada, mas o brasileiro pode ficar em Londres mesmo, atuando pelo Arsenal.

Outros nomes do Chelsea que também poderiam continuar no clube a ajudar nas rodadas finais da Premier League são Caballero, Pedro e Olivier Giroud. No Manchester City, o ídolo espanhol David Silva também pode atuar no fim do campeonato. Este não é só um problema da Premier League, mas em todas as ligas europeias.

Leia também